Minicurso “Histórias de Vida na Contemporaneidade: pistas para adiar o fim do mundo”, Profª. Drª. Lucia Ozório (LIPIS – PUC-Rio)

Neste semestre de 2021.1, o Laboratório de Metodologia do Instituto de Relações Internacionais/PUC-Rio convida discentes e docentes do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais e professores do IRI a participarem do minicurso “Histórias de vida na Contemporaneidade: pistas para adiar o fim do mundo. O curso é, também, uma homenagem à Profª. Drª. Maria Helena Zamora, do Departamento de Psicologia da PUC-Rio . Algumas vagas de número limitado também estão abertas para discentes e docentes de programas de pós-graduação, para além do IRI. Os minicursos são gratuitos, mas é obrigatória a inscrição pelos formulários abaixo indicados. As inscrições de candidaturas externas estão sujeitas à confirmação.

O Minicurso  “Histórias de vida na Contemporaneidade: pistas para adiar o fim do mundo será ministrado pela Profª. Drª Lucia Ozório, do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social (LIPIS) – PUC-Rio. O Minicurso será oferecido nos dias 25, 26 e 27 de maio de 2021, das 18h às 21h, através da plataforma Zoom. A carga horária total do curso é de 9 horas.

Mais informações abaixo.

HISTÓRIAS DE VIDA NA CONTEMPORANEIDADE: PISTAS PARA ADIAR O FIM DO MUNDO

Ementa: Começamos com o apelo de Ailton Krenak (2020; 2000a), pensador-contador da cultura indígena. Como fazer para reinventar novas coordenadas de enunciação face a este i-mundo colonialista, capitalista ? Trazemos para enriquecer esta problemática a noção de história de vida na sua dimensão político-epistemológica-decolonialista, como transição paradigmática no campo das ciências sociais; na sua dimensão heurística em que no engendramento de subjetividades que produz, trabalha invenções, subversões de si e de mundos; e na sua dimensão metodológica como um dispositivo que se coloca na perspectiva da própria vida em devir. Estas dimensões se conectam em singulares composições, percorridas que são por uma perspectiva sócio-histórico-desejante, cuja processualidade agencia uma práxis que experimenta diferentes modos de fazer biografia e conceitos que muito se inspiram nas arte-manhas da vida. Estas composições tecidas pelas histórias de vida não desistem de co-inspirar revoluções nas malhas dos dramas, das tramas, das saídas, dos contornos, das subversões, das invenções, dos modos de viver que trazem o clamor de busca de novos sentidos de/nos mundos. Nestas composições é importante relevar a história oral como irmã mais velha, já ancestral, das abordagens biográficas, tanto pela importância que dá tanto à palavra e ao vivido como experiência-resistência como por seus gestos metodológicos na contemporaneidade, nas lutas pela igualdade e pelo diálogo.

A Profª. Drª Lucia Ozório é pesquisadora do laboratório Experice, França – universidades Paris 8 e Paris 13-Nord; pesquisadora da REDRIEF – Rede Internacional de pesquisadores em estudos de Festa, Nação e Cultura – Colômbia; pesquisadora associada do Laboratório Lipis – Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social, PUC-RJ. Membra do GT Psicologia Comunitária – Anpepp.

Datas e Horários:

25/05 – 18h às 21h – Como fazer para reinventar novas coordenadas de enunciação face a este i-mundo colonialista, capitalista ? Pistas para adiar o fim do mundo: crítica à cultura branqueada.

26/05 – 18h às 21h A história de vida e sua dimensão heurística; Esteio de uma pesquisa em história de vida: a implicação; História oral de vida, um sincronizador de diversas temporalidades

27/05 – 18h às 21hModos de historicização biográfica: Diário; Biografia; Auto-biografia; história de vida; Coleta de lembranças na biografia. A hermenêutica como prática. Coleta de lembranças na biografia : A hermenêutica como prática. A autoria plural da história. Entrevista.(?); Papo de Roda, um dispositivo de histórias orais de vida, em comum. Exercícios de escrevivências. Exercícios de atrevivências. Conexão de fontes orais com outras fontes documentais? A restituição.

As vagas externas são limitadas e as inscrições devem ser realizadas nestes formulários:

a)   discentes e docentes IRI/PUC-Rio

b)   discentes e docentes de outros programas de pós-graduação (inscrições sujeitas à confirmação).

NOTAS

Para discentes do programa, lembramos que são válidas as mesmas regras de presença dos demais cursos do IRI.

Em caso de dúvidas, entrar em contato com o LabMet: labmetodologia.iri@gmail.com

Confiram no site do LabMet as demais atividades que serão organizadas ao longo do semestre: https://labmetodologia.com/