Blog

MARCHA VIRTUAL PELA CIÊNCIA.

Nesta Quinta-feira, 07 de Maio haverá a MARCHA VIRTUAL PELA CIÊNCIA.

 1. OS TEMAS CENTRAIS DA MARCHA EM 2020 SÃO:

a) PaCTo pela vIda

b) Educação, Saúde e Democracia

c) Ciência é investimento essencial

d) Fique em Casa com a Ciência

 

2. PROGRAMAÇÃO NACIONAL:

—> 10h30m-12h — painel sobre a pandemia

—> 15H-16H30M — PAINEL SOBRE O FINANCIAMENTO DE C&T

3. TUITAÇO:

Em dois momentos, de 12h-12h30 e 18h-18h30, vamos promoverum tuitaço com  as seguintes hashtags: #PACTOPELAVIDA e#FIQUEMEMCASACOMACIENCIA

4. Quanto mais laboratórios, institutos, universidades, fundações,secretarias, etc, envolvidos melhor. Eles inclusive podem fazer suas atividades e programações, usar o LOGOS E CARTAZES DA MARCHA, que seguem anexos a esta mensagem.

5. VÍDEOS E DEPOIMENTOS: A SBPC vem divulgando vídeos e depoimentos escritos de representantes das entidades científicas e acadêmicas,pesquisadores, estudantes, professores e amigos da ciência sobre temas de ciência, educação e saúde e convocando a Marcha. Produção de depoimentos curtos, que respondem perguntas como: Por que a ciência é importante para o enfrentamento da pandemia?Por que o isolamento social é uma ação fundamental neste momento?Que outras medidas deveriam ser adotadas?Se a ciência brasileira tivesse um orçamento mais adequado,poderíamos estar melhor preparados para o enfrentamento da pandemia?Como a sua pesquisa contribui para o conhecimento e enfrentamento do  coronavírus?

MINICURSO “A EMANCIPAÇÃO DAS COISAS, OU: UM MARXISTA CHEGA ATRASADO À CRÍTICA DA ECOLOGIA POLÍTICA”

Neste semestre de 2020.1, o Laboratório de Metodologia do Instituto de Relações Internacionais/PUC-Rio promoveu o minicurso “ A emancipação das coisas, ou: um marxista chega atrasado à crítica da ecologia política” foi ministrado pelo Professor Dr. Gabriel Tupinambá (Departamento de Filosofia – UFRJ) nos dias 13, 15 e 17 de Abril de 18h às 21h (9h totais), na plataforma Zoom.

O minicurso A emancipação das coisas explorou as conexões e divergências entre o materialismo histórico — base do projeto socialista do século XX — e as correntes materialistas contemporâneas que podemos agrupar sob o nome de “materialismos do não-humano”, reconstruindo ideias e estratégias do pensamento decolonial, do movimento feminista e da ecologia radical do ponto de vista de um marxismo ciente de suas próprias limitações. Buscou-se mapear as diferentes maneiras que autores como Donna Haraway, Isabelle Stengers, Anna Tsing, Bruno Latour, Karen Barad e McKenzie Wark demarcaram o que gostariam de abandonar — ou, menos frequentemente, herdar — dos esforços da tradição marxista do século passado, tentando relacionar pontos-cegos importantes da obra de Marx com desenvolvimentos teóricos que visam alargar o espaço do materialismo para além dos limites — progressistas, patriarcais e antropocêntricos —  que caracterizaram a ideologia progressista européia do século XIX.

Os materiais utilizados no curso e gravações do mesmo encontram-se abaixo

Ementa e bibliografia completa

Gravação – Dia 13.04.2020

Gravação – Dia 15.04.2020 – parte 1*

Gravação – Dia 15.04.2020 – parte 2*

Gravação – Dia 17.04.2020

*Entre a parte 1 e parte 2 das gravações do dia 15 de abril há um corte de cerca de 20 minutos referente a explicação dos slides 104 a 107

Gabriel TupinambáGABRIEL TUPINAMBÁ (Depto de Filosofia – UFRJ)

Possui bacharelado em Belas Artes pela Central Saint Martins College of Art & Design (2010), mestrado em Mídia e Comunicação (2012) e doutorado em Filosofia (2015) pela European Graduate School. Atualmente é pesquisador de Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em História Social da Cultura, na PUC-Rio. É também psicanalista e coordenador do Circulo de Estudos da Idéia e da Ideologia. Tem experiência na área de Arte, Filosofia e Psicanálise, atuando principalmente nos seguintes temas: idealismo alemão, fundamentos sociais da clínica psicanalítica, teoria do valor, teoria da organização política.

 

Agenda 2019.2

 

O Laboratório de Metodologia do IRI/PUC-Rio convida mestrandas/os e doutorandas/os, pesquisadoras/es, e professoras/es do IRI e externos para as atividades que serão oferecidas no segundo semestre de 2019.

Nos dias 17, 18 e 19 de Setembro realizaremos o Minicurso “Introdução à análise crítica de discurso nas Relações Internacionais” com o Professor DrRodrigo Borba. Rodrigo é professor do  Departamento de Letras Anglo-Germânicas e do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É Doutor e Mestre em Linguística Aplicada pela UFRJ. Licenciado em Letras-Inglês pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Ganhador do Prêmio CAPES de Teses em 2015 com pesquisa na interface entre Linguística Aplicada, Antropologia do Corpo e da Saúde, Filosofia e Sociologia. Em 2017-2018, realizou pós-doutorado (Visiting Scholar) como bolsista CAPES na Faculty of Linguistics, Philology and Phonetics da Universidade de Oxford (Reino Unido) com projeto em Antropologia Linguística, Sociolinguística, Linguística Feminista e Queer, sob supervisão de Deborah Cameron.  Seus interesses de pesquisa estão voltados à construção de identidades, gêneros e sexualidades a partir de perspectivas indisciplinares que colocam em diálogo a Linguística Aplicada, a Antropologia Linguística, a Sociolinguística Interacional, a Análise do Discurso (falado e escrito), a Análise da Conversa, a Paisagem Linguística e as relações entre a Linguística, o feminismo e a teoria queer.

Em Outubro, com o apoio do GlobalGRACE projetct promoveremos a Oficina de Métodos Participativos com a Professora Dra. Phoebe Kisubi (University of Cape Town). A oficina será oferecida nos dias 21 e 22 de Outubro de 18h às 21h (6h totais), no auditório do IRI2, em inglês, sem tradução. Phoebe é professora no programa de Estudos de Gênero no Africa Gender Institute (AGI) – University of Cape Town.  Além disso, é bolsista de pós-doc no GlobalGRACE project (https://www.globalgrace.net). Tem um doutorado em Gender, Media and Culture pelo Graduate Gender Studies Programme, Utrecht University nanos Países Baixos. Além disso, também é professora na Universidade de Utrecht e leciona teorias feministas e métodos de pesquisa feministas no Graduate Gender Studies Programme. Seus interesses de pesquisa são em critica racial, gênero, classe, sexualidde, saúde pública bem como estudo decoloniais e praxis, Por fim, Phoebe também trabalhou em diversos campos incluindo gênro, HIV e saúde pública untoa agencias como a UNDP, UNAIDS and WHO.

Nos dias 29, 30 e 31 de outubro realizaremos um Minicurso Afetos e Política: Uma abordagem transindividual com o Prof. Dr. Rodrigo Nunes.  Rodrigo Nunes é PhD em Filosofia pela Universidade de Londres. Professor do Departamento de Filosofia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) desde 2013 e autor do livro Organisation of the Organisationless: Collective Action After Networks (Mute/PML Books, 2014). Foi professor visitante no Goldsmiths College, University of London (2007-8), na University of East London (2008-2009), na University of Westminster (2008) e pesquisador visitante na Brown University (Estados Unidos. É Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Pelotas (2000) e mestre em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2003) e pós-doutorando PNPD/CAPES na PUCRS (2010-2013). Tem experiência em filosofia moderna e contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: ontologia, metafilosofia e filosofia política.

Por fim, nos dias 13, 18 e 19 de Novembro acontecerá o minicurso “Case studies and process-tracing” com o Prof. Dr. Stefano Guzzini. O professor Guzzini é formado pelo l’Institut d’Études Politiques de Paris, Mestre em Economia pela LSE e Ph.D. em Ciências Sociais e Políticos do Instituto Universitário Europeu. É especialista em análise de política externa (aplicada: EUA, Alemanha, política externa francesa), Teorias das Relações Internacionais e Economia Política Internacional (realismo e construtivismo); Análise de Poder.

Você pode acompanhar maiores informações sobre as atividades do Laboratório de metodoloia nas abas “minicursos” e “oficinas”

Comunicado: Manutenção das Atividades do LABMET 2020.1

 

Rio de Janeiro , 23 de Março de 2020

Prezadxs,

Em linha com a decisão da PUC-Rio diante da pandemia provocada pelo COVID-19, o Laboratório de Metodologia do IRI – PUC-Rio comunica a manutenção de suas atividades neste semestre de 2020.1. Em consonância com a decisão da PUC-Rio e do Instituto de Relações Internacionais sobre as aulas, nossas atividades serão realizadas virtualmente. A princípio, utilizaremos a plataforma Zoom e enviaremos algumas horas antes de cada atividade o link para o e-mail dass pessoas inscritas, pelo que pedimos atenção aos emails.

Não sabemos por quanto tempo a quarentena durará, mas podemos prever pelos últimos estudos publicados que a situação não se normalizará tão cedo. Sendo assim, a principal recomendação para diminuirmos o número de infectados é nos mantermos em casa. Sabemos que não é possível esperar que as atividades oferecidas virtualmente tenham o mesmo ambiente de troca de uma atividade presencial, contudo nesse momento, o mais importante é primar pela saúde de todxs. Além disso, entendemos que é fundamental que não nos paralisemos, mas que criemos novas rotinas e mantenhamos as atividades funcionando na medida do possível.

Manteremos as duas atividades que já estavam programadas em seus respectivos dias e horários: a oficina de Estratégias Metodológicas para Entrevistas, com a professora Maria Helena Zamorra (PUC-Rio). e o minicurso A emancipação das coisas, ou: um marxista chega atrasado à crítica da ecologia política, com o Professor Gabriel Tupinambá (UFRJ). Usualmente o LabMet oferece dois minicursos e uma oficina ao longo de cada semestre, entretanto adiaremos o segundo minicurso que ofereceríamos para o próximo semestre, a fim de nos adequarmos melhor à realidade atual sem prescindir das obrigações com a pós-graduação do IRI.

Lembramos que a Oficina de Entrevistas acontecerá já na próxima semana, nos dias 30 de Março e 1 de Abril de 2020, de 19h às 22h.

Esse será um período de adaptações e contamos com o apoio e a compreensão de vocês.

A equipe do LabMet está disponível para eventuais dúvidas ou dificuldades que venham a ter.

Atenciosamente,

Equipe do Laboratório de Metodologia, IRI/PUC-Rio

labmetodologia.iri@gmail.com

https://labmetodologia.com/

 

[Oficina] “Estratégias metodológicas para entrevistas”

Neste semestre de 2020.1, o Laboratório de Metodologia do Instituto de Relações Internacionais, PUC-Rio, promoveu a Oficina “Estratégias Metodológicas para Entrevistas”.  A Oficina foi ministrada pela Professora Dra. Maria Helena Zamora (Departamento de Psicologia da PUC-Rio). A Oficina será oferecida nos dias 30 de Março e 1 de Abril de 2020, de 19h às 22h (6h totais), através da plataforma Zoom.

O primeiro dia da oficina consistiu em uma apresentação sobre a adequação metodológica da técnica de entrevistas e teve enfoque em questões como o quais são os objetivos da entrevista, por que fazer entrevistas e quais são os procedimentos e cuidados a serem tomados na reização de uma entrevista. Nesse esteira refletimos sobre como abordar pessoas, o que considerar durante a abordagem, como observar o comportamento não verbal além de discussões sobre o planejamento, roteiro e pré-teste. No segundo dia Maria Helena apresentou mais detidamente os tipos de entrevistas e seus usos, sobre métodos de transcrição e análise de entrevistas e principalmente sobre questões éticas no uso de entrevistas.

Ementa e bibliografia do curso

Audio dia 01 de Abril de 2020

Maria Helena Zamora é professora no departamento de Psicologia da PUC-Rio. Atua em Psicologia Jurídica, nos temas de direitos humanos da criança e do adolescente, práticas na Educação, desigualdade social, racismo e Psicologia Social Comunitária. É ainda membro da Secretaria Executiva do Comitê Estadual para a Prevenção e Combate à Tortura do Rio de Janeiro (Lei 5778, de 2010) desde 2015; membro do Conselho Consultivo do Instituto de Cidadania e Direitos Humanos, fundado em 2017, em Minas Gerais; e docente nas Pós-graduações Psicologia Hospitalar e da Saúde (disciplina Questões Socioantropológicas da Saúde) e Psicologia Junguiana, Arte e Imaginário. Foi professora convidada da Especialização em Teorias e Práticas Transdisciplinares e Violência: Direito, Educação e Saúde, da FUNEMAC (Fundação Educacional de Macaé – 2007 a 2009), do Curso de Especialização em Segurança Pública, Cultura e Cidadania da UFRJ e Ministério da Justiça (2007 a 2011), Especialização em Psicologia da Saúde da PUC-Rio (2007 a 2011). Participou do Projeto Justiça Juvenil da ABMP (Associação Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Públicos da Infância e Juventude), de 2008 a 2009. Foi consultora do Projeto “Oficinas de Capacitação em Gestão de Risco” da organização Médicos Sem Fronteiras, de 2008 a 2009. Em 2017 passa a ser pesquisadora convidada da linha de pesquisa “Acolhimento e inclusão de jovens em risco do IPCDHS/FCT, Univ. de Coimbra e consultora do Laboratório de Intervenção na Comunidade (LInC). É Vice-coordenadora do Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Intervenção Social (LIPIS, da PUC-Rio) desde 2006; foi colaboradora do Núcleo Interdisciplinar de Memória, Subjetividade e Cultura (NIMESC) da PUC-Rio; pesquisadora associada do Núcleo Interdisciplinar de Reflexão e Memória Afrodescendente (NIREMA) da PUC-Rio, em 2015 e do Núcleo Transdisciplinar Subjetividades, Violências e Processos de Criminalização (TRANSCRIM) da UFF, em 2016

 

LANÇAMENTO LIVRO “METODOLOGIAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS: DEBATES CONTEMPORÂNEOS. VOL. II.”

Este é o segundo livro de uma série de publicações em metodologia para as ciências sociais e as humanidades. O livro e a série surgiram como produto de algumas atividades organizadas pelo Laboratório de Metodologia (LabMet) do Instituto de Relações Internacionais (IRI) da PUC-Rio. A proposta é que cada livro reúna contribuições de diferentes áreas – relações internacionais, ciência política, política pública, sociologia, antropologia, filosofia, letras e outras –, de modo a oferecer insumo para uma maior transdisciplinaridade. Sendo assim, apesar de trazer alguns exemplos práticos voltados para a política internacional, o livro dialoga com diversos campos de pesquisa.
Cada capítulo do presente livro foi escrito a partir da experiência de um dos minicursos oferecidos pelo LabMet e cada autor/a oferece uma perspectiva própria, um histórico institucional e teórico particular e uma experiência específica na metodologia abordada. Cada capítulo traz ainda dicas de como proceder para colocar cada abordagem em prática.
A realização dos cursos e a produção deste livro não seriam possíveis sem o enorme apoio oferecido pelo IRI e sem a ajuda sempre competente de todos na equipe do laboratório. Agradecemos à professora e diretora do IRI, Marta Fernández, pelo apoio, além do agradecimento aos professores colaboradores desta edição – Gustavo Naves Franco (Unirio), María Elvira Díaz-Benítez (UFRJ) e Amana Mattos (UERJ), Isabel Rocha de Siqueira (IRI/PUC-Rio) e Sam Okoth Opondo (Vassar College).
Esperamos continuar contribuindo para uma reflexão cada vez mais profunda, imbricada e política do papel da metodologia na produção de um conhecimento capaz de atender melhor à complexa e desafiadora realidade em que vivemos.

O livro está disponível  aqui.

Equipe do Laboratório de Metodologia em 2018-2019:

Isabel Rocha de Siqueira (coordenadora)
Bruno Magalhães (coordenador)
Mariana Caldas (assistente de pesquisa)
Francisco Matos (assistente de pesquisa)

[Minicurso] Case studies and process-tracing

Neste semestre de 2019.2, o Laboratório de Metodologia do Instituto de Relações Internacionais/PUC-Rio promoveu o Minicurso de  Case Studies and Process-Tracing que foi ministrado pelo Professor Dr. Stefano Guzzini ( IRI – Puc-Rio)  nos dias 13,18 e 19 de Novembro de 18h às 21h (9h totais), no auditório do IRI – PUC-Rio.

O objetivo do minicurso consistiu em introduzir os estudandes nas diferentes ocigas de analise comparativa e desenvlver estrategias interpretativas de pesquisa pra analie de estudos de caso. DIante disso, as trÊs sessões foram dividias nas seguintes temáticas: Parte 1: compreendendo estudos de caso qualitativos; Parte 2: Metdologia inetrretativa para um estudo de caso ; Parte 3: abrindo a caixa preta e intrduzindo a temporalidade: process-tracing e mecanismos sociais e causais.

Ementa completa e Bibliografia Indicada

Stefano Guzzini

STEFANO GUZZINI (IRI- PUC Rio)

Professor Guzzini holds a degree from l’Institut d’Études Politiques de Paris, Master’s in Economics from LSE and Ph.D. in Social & Political Sciences from European University Institute. His areas of expertise are: foreign policy analysis (applied: US, German, French foreign policy), Theories of International Relations and International Political Economy (applied: realism and constructivism); Power Analysis.