[Treinamento] “Atlas TI, Gephi e QGIS”

 

Laboratório de Metodologia do IRI/PUC-Rio promoveu a Oficina de Método “Atlas TI, Gephi e QGIS” oferecido pela professora Danielle Sanches da FGV-Rio.  O evento foi realizado no Auditório do IRI 2 nos dias 12 e 13 de novembro de 18h às 21h.

Na oficina foram apresentados os programas Atlas TI, Gephi e QGIS, sendo o ALTAS TI utilizado no dia 12 de Novembro e o QGIS no dia 13 de Novembro.

Para acessar os áudios:

Aula 12/11/2018: veja aqui.

Aula 13/11/2018: veja aqui.

 

Danielle Sanches é Pesquisadora da Diretoria de Análise de Políticas Públicas da FGV, e pesquisadora visitante do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa. Doutora em História das Ciências pela Ecole des Hautes Etudes (EHESS/Paris) em cotutela com a Casa de Oswaldo Cruz/FioCruz, com bolsas CAPES e CNPq, Mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e Bacharel e Licenciada em História pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Suas áreas de pesquisa incluem História dos Saberes e Práticas Científicas, História Moderna e História Global, além de análise de dados georreferenciados, sobretudo na área das Humanidades Digitais. Também vem atuando em áreas de pesquisas sobre Políticas Públicas relacionadas, principalmente, à Segurança Pública com a utilização de novas metodologias de análise. Atualmente é professora do Programa de Ensino Tutorial (PET) para a graduação, no Departamento de Relações Internacionais da Puc-Rio.

 

[Workshop] Social Network Analysis 2017.2

No dia 07 de novembro de 2017, o Laboratório de Metodologia realizou um breve workshop intitulado “Social Network Analysis” oferecido por Alyssa Luisi, fellow do BRICs Policy Center.

Alyssa Luisa é mestranda na área de Antropologia e Sociologia do Desenvolvimento pelo Graduate Institute of Geneva (Suíça). Ela trabalhou como Analista Senior no Global Service Delivery Model (GSDM) para o Secretariado das Nações Unidas. Seus temas de pesquisa são plataforma ArcGIS, análise de dados e Social Network Analysis, objeto do presente workshop.

[Workshop] Plataforma Lattes 2017.2

Com intuito de capacitar alunos e pesquisadores do IRI/PUC-Rio, o Laboratório convidou Luciana Varanda do Decanato do Centro de Ciências Sociais (CCS/PUC-Rio) para ministrar um workshop sobre plataformas digitais, especialmente no que tange o manuseio da plataforma lattes – ferramenta fundamental de pesquisador acadêmico.

Luciana apresentou as principais plataformas onlines que têm sido utilizadas no meio acadêmico como, além do Currículo Lattes da Plataforma Carlos Chagas, o ORCID, o GoogleScholar e o Academia.edu. Além de fomentar o diálogo entre pesquisadores, as plataformas são fundamentais para o acompanhamento de publicações e novidades nas ciências. Por isso, o domínio do uso dessas plataformas se torna imprescindível àqueles que querem perseguir uma carreira mais acadêmica.

Para saber mais, acesse o material do workshop: aqui.

Para conhecer mais sobre, veja aqui e aqui.

 

 

 

 

 

[Seminário] “O Desenvolvimento que Queremos: Bolsa Família e os Amores e Ódios do Brasil”

“Em tempos de tensão política, como cuidar para que políticas públicas não deixem de ser escrutinizadas e justamente avaliadas? Enquanto pensamos em novos modelos de cooperação internacional para o desenvolvimento, é imprescindível também pensar no que o Brasil tem a oferecer para o debate – o que nos é inegociável e do que nos faz bem abrir mão. Convidamos todos a refletir sobre as infinitas nuances do programa de política pública que se tornou a cara do debate político no Brasil, o Bolsa Família, e os aprendizados políticos e institucionais a ele atrelados.”

O Laboratório de Metodologia, o Brics Policy Center e o Instituto de Relações Internacionais da PUC-Rio têm o prazer de convidar ao público em geral a participar de três dias de discussões sobre o futuro dos programas de transferência condicionada de renda e do desenvolvimento no Brasil.
As discussões acontecerão nos dias 23,24 e 25 de maio no Auditório do RDC na PUC-Rio e contarão com a participação de convidados especiais entre políticos, acadêmicos e críticos do debate do desenvolvimento atual no país. Encontre abaixo a programação do seminário e participe através do Twitter com a #DesenvolvimentoQueQueremos.

[Workshop] Objectivity and Diversity: What Research and for Whom? 2016.1

O Laboratório de Metodologia do Instituto de Relações Internacionais da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro realizou no dia 23 de maio o primeiro workshop, iniciando, assim, seu ciclo de eventos para o ano de 2016. Na ocasião, tivemos a presença da professora Sandra Hardingpara debater o papel da pesquisa científica e da objetividade, incluídos no seu mais recente livro, intitulado “Objectivity and Diversity: what research and for whom?”.

Na ocasião a professora expus parte do seu trabalho em torno das diferentes epistemologias com as quais ela trabalha, e das perspectivas pós-coloniais e feministas sobre a filosofia da ciência e da tecnologia.

 

Os participantes também se engajaram na discusão e levantaram perguntas e críticas sobre a questão da diversidade nas metodologias de pesquisa, da legitimidade dos dados e a contingencia dos sistemas de valores embuídos na política da ciência.

Para maiores informações, acesse o áudio do workshop aqui.


 A professora Harding é doutora em Filosofia pela NYU. Atualmente é Distinguished Research Professor of Education and Gender Studies na Universidade da California, Los Angeles. É uma das fundadoras da chamada “Epistemologia Feminista” e tem aportado ao desenvolvimento da Teoria do Ponto de Vista (Standpoint Theory), assim como aos estudos da ciência, da tecnologia e de gênero. Harding foi co-editora do periódico Signs: Journal of Women in Culture and Society (2000-2005). Em 2013, ela recebeu o John Desmond Bernal Award da Society for the Social Studies of Science (4S) por contribuições excepcionais à área. O mesmo prêmio já foi recebido por Thomas Kuhn, Robert Merton, Joseph Needham e Mary Douglas. Harding já ofereceu consultoria em diversas organizações, incluindo Pan American Health Organization, UNESCO, U.N. Development Fund for Women e U.N. Commission on Science and Technology for Development.