[Minicurso] The Practical Turn and World Politics 2017.2

 

Entre os dias 11 e 13 de dezembro de 2017, o Laboratório de Metodologia do IRI/PUC-Rio ofereceu o segundo minicurso semestral ministrado pelo professor Jonathan Luke Austin do Graduate Institute of Geneva (Suíça) no BRICs Policy Center.

Atualmente, Jonathan Austin realiza seu Pós-Doutorado no Centre on Conflict, Development and Peacebuilding do Graduate Institute. Ele possui experiência nas áreas de Teoria Social e Filosofia, com tema de pesquisa que explora as ontologias globais de violência política. Além disso, Jonathan tem mais de uma décade de pesquisa de campo no Oriente Médio (Síria, Líbano, Iraque, Palestina, Jordânia, Turquia) e trabalhos publicados em revistas internacionais tais como European Journal of International Relations, Review of International Studies, International Political Sociology, dentre outras.

Nesse minicurso específico, Jonathan Austin abordou práticas do cotidiano imaginando seu impacto no mundo social. Austin parte da prerrogativa de análise no qual considera aportes teóricos e empíricos a partir de abordagens da práticas da teora social. Essa metodologia tem informado gradativamente o campo das Relações Internacionais, especialmente no que tange à Sociologia Política Internacional (IPS).

O curso foi dividido em três seções, cada uma explorando uma teoria diferente da escola de prática e seu uso no IR, bem como estudos de caso empíricos concretos de como essas abordagens lançam luz sobre a política mundial. A primeira seção explora práticas de violência, incluindo tortura, execuções extrajudiciais e alvos de civis em guerra e conflito. Esses fenômenos são explorados através de abordagens de prática pragmatista (Bruno Latour, Harold Garfinkel e Luc Boltanski). A segunda abordagem explora práticas de resistência na política mundial, incluindo tipos de movimentos de protesto, movimentos contraculturais “subterrâneos” e além. Explora essas práticas através de sociologias de prática “críticas” (Pierre Bourdieu, mais proeminente, mas também Loïc Wacquant e Marcel Mauss). A terceira seção explora as práticas de estratificação na política mundial, incluindo o desenvolvimento de binários pós-coloniais de núcleo-periferia, a estratificação socioeconômica dos estados e a representação desigual dentro das Organizações Internacionais. Esses tópicos finais de interesse são descompactados através de abordagens simbólicas interacionistas e dramatúrgicas para estudar a prática (Goffman, Mead, Blumer).

Para maiores informações, acesse o programa do curso: austin_puc_practice

Para acessar o conteúdo das aulas, os aúdios estão disponibilizados a seguir: http://drive.google.com/open?id=1sJI9mCQ_cf7DRjKclmY2-T-ajqrOG5Di